terça-feira, 17 de março de 2015

No fundo é isto...




Quantas vezes prolongaste demais situações que sabias não terem volta a dar? Insististe em momentos e criaste expectativas do que sabias ser impossível vir a acontecer? Achamos sempre que temos em nós a força para mudar o mundo e com ele mudar as pessoas, mas sejamos sinceros, só muda quem quer ser mudado e só conseguimos inverter as situações que são passíveis de ser invertidas. Tudo o resto são lutas inglórias, verdadeiras perdas de tempo ou experiências que devemos guardar para não serem repetidas.

 Só temos uma vida e com tantos problemas que vemos todos os dias à nossa volta é fundamental consciencializarmo-nos de que ou apostamos todas 'as nossas fichas' no que vale realmente a pena ou ela passa-nos ao lado. Acredito que quem vive mais intensamente, quem dá mais de si, quem confia mais e se expõe de uma forma superior está sempre muito mais perto de sofrer dissabores, mas também a uma distância muito mais curta de se sentir verdadeiramente preenchido.

É bom correr atrás de um objectivo, fundamental não desistir à primeira, lutar pelo que acreditamos e acima de tudo não nos desviarmos do nosso caminho porque os outros não o farão seguramente por nós. Devemos ser condescendentes e perceber que ninguém é perfeito, dar o benefício da dúvida e deixar de lado algum egoísmo - hoje em dia tornou-se muito mais fácil desistir e virar a página, mas, por vezes, temos que arranjar forças para superar os momentos menos bons, as adversidades que se nos deparam e ter a força para ultrapassar os obstáculos do dia-a-dia.

Mas tudo com conta peso e medida, pois há um momento em que temos que dizer basta, já chega. Um momento em que deixamos de lado a emoção e decidimos pelo pragmatismo, custa, é verdade, mas um pouco de orgulho e amor próprio nunca fez mal a ninguém. Existem tantas boas razões para seguirmos em frente, nem que seja para começar do zero, não há que ter vergonha do recomeço. Muitas são as vezes que por uma razão de insegurança, de medo do desconhecido ou simplesmente por habituação a uma rotina temos dificuldade em aceitar que na vida não vale tudo e que todos merecemos o respeito e consideração, e que todos merecem a dignidade que nos diferencia e que supostamente nos retrata.

...às vezes é tempo de ir embora, da vida de alguém,antes que seja tarde demais!

1 comentário:

Lina Santos disse...

Quando uma porta se fecha, logo uma janela se abre! Bj Grande!!!!