terça-feira, 10 de agosto de 2010

6 Months



 


Passam 6 meses.Continuo a sentir a suia falta.
Continuo a ter nos ouvidos o acento grave da sua voz...e carinho com que olhava para tudo e para mim.
Sei de cor o seu cheiro, o perfume de Pai, que me acompanhará a vida inteira.Só ele o tinha.

Amo-o tanto e cada vez mais.
E 6 meses, 1 ano, 10 anos, não serão nunca suficientes para se calar a dor da perda de alguém tão importante na nossa vida.
Hoje penso de forma especial neste silêncio interior, que me acompanha nestes dias.

"Ou me perco aqui ou fujo daqui. Por uns tempos, preciso de recuar, preciso de ir ver outros caminhos. Preciso de um campo aberto para as lágrimas, preciso da distância de um lugar secreto, de uma memória, se calhar da distância de uma oração. Preciso de me ir embora daqui."
E foi isto que senti, quando deixei para trás Lisboa, a minha realidade e os que Amo.

Porque sem ti, a minha realidade nunca mais será a mesma, mas estou neste momento a pintá-la de muitas cores, Pai.

Um beijinho na testa da tua Rita.

1 comentário:

Celeste disse...

Querida Rita:

Muita força para ti!!
O teu pai está sempre contigo e quer ver-te muito feliz!Recordar-te dele é senti-lo mais perto,não é?
Hoje,também é o aniversário da
morte do meu pai e lembrou-me muito dele.Perdi-o em criança...Hoje já sou adulta,mas as memórias estão sempre presentes.A sua lembrança faz-mo sentir mais pertinho de mim!

Um beijinho
sua lembrança fa